Search
sexta-feira 23 junho 2017
  • :
  • :

Volvo Produz Primeiro Veículo De Programa De Direção Autônoma

Volvo XC90 autônomo (Foto: Divulgação)

A Volvo produziu a primeira unidade do XC90 que será usado no projeto de carros autônomos da marca, chamado de Drive Me. O veículo será entregue no ano que vem a uma família de Gotemburbo, na Suécia, que poderá rodar com o carro pelas ruas do país.

saiba mais

Até lá, o XC90 passará por uma bateria de testes, na fábrica de Torslanda. O objetivo da Volvo é fazer com que a tecnologia autônoma em seus carros esteja disponível para os clientes em 2021. O próprio programa Drive Me ainda ganhará novas fases. No ano que vem, deve ser apresentado em Londres, e mais para frente, chegar a cidades chinesas.

Sistema capaz de controlar o Volvo XC90 autônomo (Foto: Divulgação) VEÍCULO AUTÔNOMOVeja os que dispensam motorista

Tecnologia já disponívelA Volvo já oferece uma espécie de condução semiautônoma em sua linha de veículos. Nos modelos mais modernos, o veículo é capaz de reconhecer as faixas da via e se manter nelas a até 130 km/h, e sem a necessidade de um veículo na frente.

A diferença para o Drive Me é a capacidade de fazer conversões, mudar de faixas e seguir orientações do GPS, que serão feitas pelo que a Volvo chama de Cérebro de Condução Autônomo.

Parceria com UberEm agosto, a Volvo anunciou uma parceria com o Uber para fomentar o desenvolvimento da tecnologia autônoma. As duas empresas farão um investimento conjunto de US$ 300 milhões (cerca de R$ 967 milhões) no projeto.

A empresa de transporte irá utilizar unidades do XC90 para desenvolver seu sistema de condução autônoma, e ajudar no desenvolvimento de um veículo que não exija a participação de um motorista.

Ford usará sensor mais barato para ampliar testes de carros autônomos (Foto: Divulgação)

Corrida pelo carro sem motoristaFabricantes de automóveis e empresas de tecnologia travam uma “disputa” para colocar o primeiro carro autônomo nas ruas.

A Ford firmou parceria com a chinesa Baidu, e promete lançar seu modelo autônomo em 2021. A montadora inclusive já testa um Fusion com a tecnologia em um campo de provas em Michigan, nos Estados Unidos.

A BMW escolheu a israelense Mobileye, que faz sensores e sistemas de auxílio à condução, para desenvolver sua tecnologia. O objetivo é o mesmo, ter um carro que possa ser conduzido sem um motorista em cinco anos.

Por outro lado, a FCA, que tem a Fiat entre suas marcas, fechou acordo com o Google, que roda há alguns anos com protótipos autônomos. A A Alphabet, do Google, anunciou ter encomendado uma centena de exemplares do Pacifica visando duplicar sua frota de testes para o desenvolvimento do veículo sem motorista Google Car.

É a primeira parceria formal do Google em carros autônomos (Foto: Noah Berger/AFP)