Search
sexta-feira 23 junho 2017
  • :
  • :

Volkswagen Cria Empresa Com Ex-chefe De Espionagem Israelense

A Volkswagen está formando uma empresa com o ex-chefe da agência de inteligência israelense Shin Bet, para desenvolver sistemas de segurança cibernética para carros conectados à internet e veículos autônomos.

Yuval Diskin, ex-chefe de agência de inteligênciaisraelense em foto de dezembro de 2009(Foto: Gil Cohen/Reuters)

A montadora alemã terá 40% da nova companhia, CyMotive Technologies, enquanto Yuval Diskin, que comandava a agência, e dois ex-colegas que também tiveram altos cargos na Shin Bet terão 60%.

O comunicado sobre a parceria não disse quanto a Volkswagen investirá no empreendimento, que tem um escritório nos subúrbios de Tel Aviv e abrirá outro em Wolfsburg, na Alemanha.

Aproveitando sua experiência em tecnologia, Israel surgiu como líder na corrida para manter os carros seguros e prevenir o terrível cenário de hackers comandando veículos.

“Para que possamos enfrentar os enormes desafios da próxima década, precisamos expandir nosso conhecimento sobre segurança cibernética”, disse o chefe de desenvolvimento elétrico e eletrônico da Volkswagen, Volkmar Tanneberger.

 + DE AUTOESPORTESiga o programa nas redes sociais

Carros hackeadosEpisódios recentes demonstraram que carros conectados ainda têm vulnerabilidades.

Num dos mais rumorosos, em julho de 2015, hackers conseguiram controlar, remotamente, um Jeep Cherokee em movimento, nos Estados Unidos. Eles invadiram a central usam brecha no sistema de entretenimento da marca.

Depois, avisaram a Fiat Chrysler do problema e a montadora convocou um recall de 1 milhão de veículos para instalar melhorias no programa.

Em março passado, um estudo na Alemanha com 24 carros com partida sem chave (“keyless”) apontou que eles puderam ser abertos e ligados facilmente com uso de equipamentos simples de rádio.

Em junho deste ano, outro especialista aproveitou o sistema de wi-fi integrado no Mitsubishi Outlander para desativar o alarme do carro à distància, no Reino Unido.