Search
domingo 28 maio 2017
  • :
  • :

Visitantes Elegem ‘carro Dos Sonhos’ E Mostram A Realidade Fora Do Salão

Fabiane Del Vecchio sonha com um Audi TT e dirige um HB20 (Foto: G1/Arquivo pessoal)

Além de mostrar as principais novidades da indústria automotiva, o Salão do Automóvel de São Paulo também mexe com a imaginação, colocando alguns “sonhadores” bem perto de seus objetos de desejo, nem que seja por alguns segundos.

 SALÃO DE SP 2016Evento vai de 10 a 20 de novembro

Este contato pode ser de longe, em uma selfie disputada com outros visitantes, ou até dentro do carro, já que algumas marcas abrem os veículos ao público.

Nestes casos, é possível sentir a textura do banco e do painel, apertar os botões e segurar o volante como se estivesse em uma estrada totalmente livre, como fez a representante de vendas Fabiane Del Vecchio, de 41 anos.

“Gosto de carros mais esportivos e o meu sonho é este Audi TT conversível. Pena que dá medo de ter um desses em São Paulo, por conta de assaltos”, contou.

Na versão mais “apimentada” (TTS), o carro dos sonhos de Fabiane tem 286 cavalos de potência e acelera de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos. Para alcançar a mesma velocidade com seu Hyundai HB20, ela leva cerca de 10 segundos a mais.

Em 2012, ela teve um Audi A3, depois passou para um Kia Soul, antes do HB20, que também não deve ficar muito tempo mais em sua garagem. “Gostaria muito de conseguir ter um outro Audi. Poderia ser até o A1, que não custa tão caro”, afirmou.

Pedro Simões sonha com um Tesla enquanto dirige um Focus no Rio (Foto: G1/Arquivo pessoal)

Dentro do pavilhão do São Paulo Expo, os sorrisos chegam largos para os visitantes ao lado de seus ídolos. É como ir a um show e ver seu cantor preferido bem de perto, talvez até conseguir um abraço e um autógrafo.

 + DE AUTOESPORTESiga o programa nas redes sociais

Em sua “estreia” no Salão de SP, o sorriso do advogado carioca Pedro Simões, de 38 anos, ficou maior quando ele chegou ao Espaço do Sonhos, que reúne algumas das supermáquinas do evento.

“Foi a primeira vez que consegui estar de folga no feriado e ter o Salão do Automóvel”, disse.

Depois de uma breve indecisão entre um Lamborghini Huracán e o Tesla Model S 70D, o modelo elétrico levou a melhor. “Vou escolher o Tesla porque acredito que ele é o futuro.”

Quando voltou à realidade, no Rio de Janeiro, seu Ford Focus 2014 o aguardava de “braços abertos”, sem nenhum rancor e preço estimado em menos de 10% dos R$ 785 mil do Tesla Model S no Brasil.

Leonardo Barbosa escolheu um dos mais caros do salão: Ferrari California T (Foto: G1/Arquivo pessoal)

Já o militar Leonardo Ferreira Barbosa, de 33 anos, foi de Brasília a São Paulo especialmente para ver as supermáquinas do salão e não foi nada bobo: elegeu um dos modelos mais caros de todo o pavilhão, a Ferrari California T.

Com motor V8 3.9 turbo V8 de 560 cv, ela acelera de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos e tem preço sugerido de R$ 1,8 milhão. Por este valor, ele compraria 18 unidades novas do seu Volkswagen Golf 1.4 TSI.

Se pudesse, Barbosa diz que trocaria na hora. Como por enquanto não é possível, pelo menos ele sonhou duas vezes, já que se programou para visitar o Salão do Automóvel por dois seguidos, antes de voltar à capital federal.

Ele diz que ainda pretende ficar com o Golf por mais 3 anos, antes de trocar por outro novo do mesmo modelo ou então partir para outra categoria, a de picapes, com uma Amarok.