Search
quinta-feira 27 julho 2017
  • :
  • :

Trump Também Ameaça Bmw Por Fábrica No México

Donald Trump, na primeira entrevista coletiva como presidente eleito dos EUA (Foto: Lucas Jackson/Reuters)

Depois de criticar General Motors e Toyota, o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, advertiu a montadora BMW que terá que pagar altas tarifas se construir uma fábrica no México e pretender exportar para seu país. A ameaça foi feita em uma entrevista ao jornal alemão “Bild”.

saiba mais

“Diria à BMW que esqueça se querem construir uma fábrica no México e querem vender carros nos Estados Unidos sem uma taxa de 35%”, respondeu ao ser perguntado pelos planos da empresa alemã de abrir em 2019 uma unidade no país vizinho.

Trump recomendou aos alemães que não “desperdicem seu tempo e seu dinheiro se quiserem exportar para outro país”, e lhes aconselhou que construam sua fábrica nos EUA.

Durante a semana, no Salão de Detroit, a montadora alemã afirmou que continua “totalmente comprometida” com a construção daquela unidade, na qual investirá US$ 1 bilhão, um plano anunciado em 2014.

TwitterNa semana passada, Trump usou o Twitter para dar recado semelhante à GM e à Toyota. No caso da primeira, ele reclamou da importação de um modelo produzido no México, o Chevrolet Cruze Hatch. Contra a Toyota, a crítica foi a intenção de a montadora abrir uma nova fábrica mexicana, para produzir o Corolla.

Atualmente, Estados Unidos e Canadá têm acordo de livre comércio com o México. O país latino mantém tratados semelhantes com mais de 40 países e se tornou, nos últimos anos, o maior produtos de veículos da América Latina, título que era do Brasil.

‘Injustiça’Ainda na entrevista à “Bild”, o presidente eleito reconheceu que a Alemanha é um grande país fabricante e destacou todos os Mercedes-Benz que se vê na Quinta Avenida de Nova York, mas considerou “injusto” para seu país.

 + DE AUTOESPORTESiga o programa nas redes sociais

“Quantos Chevrolets vocês veem na Alemanha? Não muitos, talvez nenhum”, acrescentou.

Apesar das ameaças, Trump ainda não anunciou nenhuma medida relacionada a acordos comerciais.

Ao G1, executivos de montadoras que participaram do Salão de Detroit disseram que vão esperar para saber qual será a postura do novo governo, mas já falam em adaptação.

A Ford, no entanto, anunciou que desistiu de abrir uma nova fábrica no México, para investir nos EUA. A Fiat Chrysler também destacou investimentos na indústria amerciana nos últimos dias.

Trump toma posse na próxima sexta (20).