Search
segunda-feira 24 julho 2017
  • :
  • :

Salão Do Automóvel De São Paulo: Veja 40 Destaques

O Salão de São Paulo abre as portas para o público daqui um mês. Mas a edição de 2016 já pode ser considerada a mais importante em muitos anos. A começar pela nova casa, o São Paulo Expo, que promete mais conforto aos visitantes e expositores.

 + DE AUTOESPORTESiga o programa nas redes sociais

Do ponto de vista econômico, o salão pode dar ânimo ao consumidor brasileiro. Em 2016, o mercado voltou aos patamares de 10 anos atrás, considerando produção e vendas. Até por isso, as fabricantes não deixarão de apostar em novidades.

Ainda assim, o número de expositores será menor do que em 2014. As maiores ausências são a sueca Volvo e chinesa Jac – a primeira por estratégia global de só participar de 3 salões por ano e a segunda pelos altos investimentos que um salão exige.

O G1 listou mais de 40 modelos que estarão expostos no Salão Paulo Expo entre os dias 10 e 20 de novembro. Um “spoiler”: novamente, os SUVs serão destaque. Mas esta edição também terá importantes novidades entre as picapes e até uma generosa presença de superesportivos, ainda que apenas a passeio.

AUDI

RS6 e RS7 Performance

Audi RS 6 Performance (esq.) e RS 7 Performance (dir.) (Foto: Peter Fussy/G1)

Como fazer um sedã ou uma perua acelerarem praticamente lado a lado com uma Ferrari? Para a Audi, basta aprimorar um V8 biturbo, fazer ele render mais de 600 cavalos e dar o sobrenome Performance. Esta é a receita de RS 6 e RS 7 Performance, que vão de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos – contra 3,6 segundos da Ferrari California T. Leia mais

R8

Audi R8 (Foto: Divulgação)

Demorou, mas enfim a segunda geração do R8 chega ao Brasil. O superesportivo foi mostrado no Salão de Genebra de 2015, em março do ano passado. Mas, como a Audi do Brasil ainda tinha unidades da geração anterior em estoque, o desembarque do novo modelo atrasou. O R8 é um dos poucos carros no mundo a ser vendido com motor V10. Sob a tampa traseira, a unidade de 5.2 litros desenvolve 610 cv. Leia mais

CHERY

Tiggo 2

Chery Tiggo 3x mostrado no Salão de Pequim (Foto: Divulgação)

A Chery mudou seus planos no Brasil de 2015 pra cá. Com isso, o principal produto no Salão de SP será o SUV compacto Tiggo 2. Este deve ser o nome escolhido para o utilitário que será produzido em Jacareí (SP) – a nomenclatura Tiggo 3X, como na China, está descartada. Na linha da chinesa, ele ficará abaixo do Tiggo atual. Leia mais

CHEVROLET

Camaro

Chevrolet Camaro “Fifty” (Foto: Divulgação)

A nova geração do Camaro foi confirmada no Brasil há um ano. Mas só agora a empresa americana deu detalhes de como será a chegada do muscle. A versão escolhida foi a especial Fifty, alusiva aos 50 anos do esportivo. Ela será equipada com motor V8 de 455 cv e câmbio automático de oito marchas. O preço ainda é uma incógnita, mas certamente será mais alto do que os atuais R$ 230.990. Leia mais

Cruze Sport6

Novo Chevrolet Cruze Hatch (Foto: REUTERS/Gary Cameron)

A GM já confirmou que o Cruze Sport6 manterá o nome na nova geração, e que ele também terá motor 1.4 turbo. Agora, só falta ele ser mostrado ao público brasileiro, o que irá acontecer no Salão. A Chevrolet promete um acerto mais esportivo do que no sedã, que prioriza o conforto. As vendas serão abertas no começo do ano que vem. Leia mais

Tracker

Chevrolet Trax 2017 (Foto: Divulgação)

Antes mesmo de a GM anunciar, a organização do Salão confirmou a presença do Tracker reestilizado no São Paulo Expo, em novembro. O SUV compacto ganha cara nova, e deve receber também o motor 1.4 turbo que já equipa o sedã Cruze. Outra novidade que deve pintar é o multimídia MyLink de segunda geração, assim como o assistente pessoal OnStar. Leia mais

CHRYSLER

Pacifica

Chrysler Pacifica (Foto: Divulgação)

Principal lançamento da marca no Salão de Detroit, em janeiro, a Pacifica é a nova geração da lendária Town & Country. O modelo só começa a ser vendido por aqui em 2017, mas já dá as caras no salão. Traz uma série de equipamentos interessantes, como abertura das portas laterais por movimento dos pés e possibilidade de “esconder” os assentos no assoalho, liberando espaço no porta-malas.

DODGE

Challenger Hellcat

Dodge Challenger SRT Hellcat (Foto: Divulgação/Barret-Jackson Auctions)

Este deve ser o veículo mais potente do Salão de São Paulo. Mas sua aparição no Brasil será quase tão rápida quando os 3 segundos que ele leva para acelerar de 0 a 100 km/h, já que ele não deve ser vendido por aqui tão cedo. Debaixo do enorme capô, há um – também enorme – V8 6.2 de 717 cv. Achou muito? Há uma chave extra, que libera “apenas” 500 cv. Leia mais

FIAT

Toro 2.4

Fiat Toro Volcano 2.0 Diesel (Foto: Divulgação)

É um fato que a Toro equipada com motor 1.8 flex ficou mais esperta (ou menos lenta) do que o Jeep Renegade com a mesma motorização, mas ainda está longe de ser referência em desempenho. Para corrigir este problema, a Fiat irá oferecer uma nova opção para a linha. O propulsor escolhido é o 2.4 de 186 cv da família TigerShark, já usado em outros modelos nos EUA. As versões com esta motorização serão posicionadas entre o 1.8 flex e o 2.0 diesel, ou seja, na casa dos R$ 90 mil.

FORD

Mustang

Ford Mustang Shelby GT 350 R (Foto: AFP PHOTO/GEOFF ROBINS)

Se em 2014, quando o dólar não era tão alto e as vendas não eram tão baixas, o Mustang era uma realidade distante do Brasil, imagine em 2016. Mesmo assim, a Ford trará o “muscle” para o Salão de São Paulo. E em duas versões: a tradicional V8 premium, de 435 cv e a Shelby GT 350R, equipada com o V8 aspirado mais forte da marca, com 533 cv. Nem é preciso dizer que o Mustang estará por aqui só a passeio. Leia mais

GT

Novo Ford GT estreia em Detroit (Foto: AP Photo/Carlos Osorio)

Outro modelo que vem a passeio ao Brasil é o GT. O superesportivo de nome icônico é dono de uma bela carroceria, e teve até “vestibular” para a venda das primeiras 300 unidades. Uma pena que nenhuma delas será destinada ao Brasil. O GT tem um moderno motor 3.5 EcoBoost, com mais de 600 cv. Leia mais

F-150 Raptor

Ford F-150 Raptor (Foto: REUTERS/Mark Blinch)

A F-150, o veículo mais vendido dos Estados Unidos estará no Salão de São Paulo em sua versão mais “brava”, Raptor. Mas adivinha? A picape não tem chances de ser vendida por aqui. Mesmo assim, é uma das atrações da Ford. Veja

Ranger Wildtrack

Ford Ranger Wildtrack (Foto: Divulgação)

Das novidades da Ford para São Paulo, a Ranger Wildtrack é a mais próxima de ser oferecida no Brasil. Trata-se de uma versão com visual aventureiro já vendida em mercados europeus e asiáticos. Tem detalhes exteriores em plástico cinza, uma opção de pintura laranja e bancos com um extravagante estofamento no mesmo tom. Traz motor 3.2 turbodiesel de 200 cv, assim como a Ranger já comercializada por aqui.

HONDA

WR-V

SUV compacto da Honda, flagrado em rodovia no interior de São Paulo (Foto: Aline Martins / VC no G1)

A Honda obviamente não confirma, mas terá um grande lançamento no Salão de São Paulo. É o WR-V, utilitário compacto baseado no Fit, que será posicionado entre o monovolume e o HR-V. Com isso, a fabricante japonesa conseguirá concorrer em uma faixa maior no segmento de SUVs no Brasil. Vale lembrar que a liderança já é do HR-V. Leia mais

McLaren MP4-31

McLaren MP4-31 (Foto: Divulgação)

Os resultados no retorno da parceria histórica entre Honda e McLaren na temporada de 2015 da Fórmula 1 deixaram muita gente decepcionada. A escuderia inglesa foi a penúltima colocada no campeonato de construtores. Neste ano, os resultados ainda não animam, mas já houve evolução. Ainda assim, o público do Salão de SP poderá conhecer o MP4-31, bólido pilotado pelos campeões mundiais Fernando Alonso e Jenson Button.

HYUNDAI

Creta

Hyundai Creta (Foto: Divulgação)

A Hyundai demorou, mas finalmente confirmou o lançamento do Creta no Salão de São Paulo, conforme informado pelo G1 em abril. O modelo inclusive deve ser um dos destaques da feira. Segundo a marca coreana, ele começa a ser produzido em Piracicaba (SP) no ano que vem. Será vendido com motor 1.6 de 128 cv do HB20, mas sua plataforma será a mesma do sedã Elantra. Leia mais

Tucson

Hyundai Tucson (Foto: Divulgação)

O Brasil provavelmente será o único país do mundo a ter em linha três gerações do Tucson ao mesmo tempo. Isso porque a geração atual, lançada no ano passado, será vendida por aqui até o final do ano. Embora a Caoa, reponsável pela venda, não confirme, o lançamento será no salão. O carro inclusive roda em testes pelo país. Lá fora, ele é vendido com motor 1.6 turbo de 176 cv. Leia mais

JAGUAR

F-Type SVR

Jaguar F-Type SVR (Foto: Divulgação)

Versão ainda mais potente do cupê, a SVR é preparada pela divisão de projetos especiais da Jaguar. O motor V8 5.0 ganhou 25 cavalos, chegando aos 575 cv, e podendo atingir a máxima de 320 km/h. O preço? Podemos esperar algo acima dos R$ 800 mil. Leia mais

I-Type

Jaguar I-Type (Foto: Divulgação)

Este modelo leva nome de carro de produção da Jaguar, mas é o bólido que irá representar a volta da Jag no automobilismo, no ano que vem, na Fórmula E, para monopostos elétricos. Sua unidade de potência desenvolve o equivalente a 270 cv. Apesar da aparente pouca potência, os carros da Fórmula E aceleram de 0 a 100 km/h em apenas 2,9 segundos.

JEEP

Compass

Jeep Compass Trailhawk 2017 (Foto: Flavio Moraes/G1)

Depois do sucesso do Renegade, a Jeep aposta suas fichas no “irmão” maior, Compass. O modelo foi lançado mundialmente para jornalistas no final de setembro, mas a primeira aparição pública dele será no Salão de São Paulo. Já com preços definidos, entre R$ 99.990 e R$ 149.990, brigará com Hyundai ix35, Kia Sportage e até os SUVs compactos premium, como BMW X1, Audi Q3 e Mercedes GLA. Leia mais

Grand Cherokee SRT

Jeep Grand Cherokee SRT (Foto: Divulgação)

Um SUV que quer ser esportivo. Este é o Grand Cherokee SRT, a versão mais potente do utilitário. Tem motor V8 de 6.4 litros que despeja 481 cv nas quatro rodas e acelera de 0 a 100 km/h em menos de 6 segundos. Para ajudar, traz controle de largada. Mas nem adianta se animar, afinal o SRT só está no Brasil a passeio.

Renegade

Jeep Renegade (Foto: André Paixão/G1)

A linha 2017 do Renegade deve marcar a primeira mudança no SUV. Mas não espere grandes alterações. Na estética, sem novidades. A Jeep vai mexer onde o utilitário mais peca: no motor flex. O propulsor ainda será o 1.8 de origem Fiat, mas com as mudanças adotadas na picape Fiat Toro. A potência aumenta 7 cv, de 132 cv para 139 cv.

KIA

Cerato

Kia Cerato (Foto: Divulgação)

O modelo que promete dar sobrevida a Kia no Brasil chega renovado no Salão de São Paulo. O Cerato, atualmente importado da Coreia, começará a ser trazido do México, e poderá ser vendido no Brasil com uma carga de impostos mais leve. O sedã traz dianteira com nova grade e faróis espichados. O que não muda é o motor 1.6 de 128 cavalos, nem a transmissão automática de seis marchas.

Niro

Kia Niro (Foto: Divulgação)

Para quem esperava o SUV compacto KX3,a Kia trará ao Salão de São Paulo o Niro. Não está familiarizado? É um utilitário esportivo um pouco maior do que o Honda HR-V. Mas a grande sacada é que trata-se de um carro híbrido, com motor 1.6 de 103 cv a gasolina e um elétrico, de 43 cv. Somados, empurram o Niro com 146 cv. Não há confirmação de venda no Brasil, mas sem dúvida seria uma boa aposta em um segmento carente de opções, como o dos híbridos.

LAND ROVER

Discovery

Land Rover Discovery (Foto: Divulgação)

O novíssimo SUV da Land Rover fará uma “ponte aérea” entre Paris e São Paulo – menos de dois meses separam a mostra paulista da francesa, onde ele estreou. O novo Discovery abandona as linha quadradas que o caracterizaram, e fica quase uma cópia em maior escala do Discovery Sport. O SUV traz uma série de novas tecnologias, como ajuste dos bancos por controle no celular ou tablet. Leia mais

Evoque conversível

Range Rover Evoque Conversível (Foto: Divulgação)

Novembro marca um ano de lançamento do Evoque conversível. Mas só agora ele será mostrado ao público brasileiro. Ainda assim, após o início das vendas, deve ser figurinha rara nas ruas brasileiras. Para abrir a capota, são necessários 18 segundos. Para fechar, 21 segundos. O processo pode ser realizado com o carro em movimento a até 48 km/h. Leia mais

LEXUS

LC 500h

Lexus LC 500h (Foto: Divulgação)

O belo cupê híbrido da Lexus é mais um modelo que só virá ao Brasil a passeio. A marca de luxo da Toyota trará o LC 500 híbrido para demonstrar seu novo sistema, que consiste em um V6 de 3.5 litros de 299 cv e um motor elétrico, de 60,6 cv. Somados, despejam 360 cv. A transmissão é automática de 4 marchas. No modo mais econômico, o uso do motor elétrico dispensa as duas primeiras marchas do câmbio.

LIFAN

X60

Lifan X60 reestilizado (Foto: Divulgação / Lifan)

O X60 foi o carro chinês mais vendido do Brasil em 2015. Para este ano, a Lifan promoveu mudanças consideráveis no SUV. Ele chega ao Salão literalmente de cara nova, com uma nova grade dianteira – de gosto duvidoso, é verdade. Também traz como novidade a opção de câmbio automático, no caso uma caixa do tipo CVT.

X80

O X80 é o maior “irmão” do X60, e vem ao Brasil para ser avaliado pelo público brasileiro. Isso porque a Lifan ainda não se decidiu pela venda do SUV grande no país. Caso venha, será o produto mais caro de sua linha – e possivelmente o chinês de maior valor de tabela. Na China, ele tem motor 2.0 turbo de 183 cv.

NISSAN

Frontier

Nissan Frontier (Foto: Rafael Miotto/G1)

A picape Frontier dividirá as atenções com o GT-R no estande da Nissan. Ela chega para, junto com a Volkswagen Amarok, completar a renovação das picapes médias no Brasil. Talvez por isso, a Frontier até teve o lançamento antecipado – a ideia era vender a picape renovada apenas em 2018. Deve trazer motor 2.3 de 190 cv a diesel. Leia mais

GT-R

Nissan GT-R (Foto: REUTERS/Eduardo Munoz)

Ao lado de Ford Mustang e Chevrolet Corvette, o Nissan GT-R faz parte do imaginário de muitos brasileiros. Mas, ao contrário das concorrentes americanos, a marca japonesa, não apenas confirmou, como já vende o “Godzilla” no Brasil, em configuração com motor V6 biturbo de 572 cv. Os pedidos são sob encomenda, ao custo de R$ 900 mil. Não tem toda esta quantia na conta? Você pode conhecer o superesportivo no Salão de São Paulo. Leia mais

PEUGEOT

3008

Peugeot 3008 (Foto: REUTERS/Benoit Tessier)

A aparição em São Paulo servirá para avaliar a receptividade do público com o agora SUV. Isso porque, na geração que é vendida aqui atualmente, o modelo é, no máximo, um crossover, com vocação familiar. Se for “aprovado”, deve chegar no ano que vem, bem mais caro do que os R$ 118 mil da versão atual. Por outro lado, deve incorporar uma série de novas tecnologias. Leia mais

PORSCHE

718 Cayman

Porsche 718 Cayman (Foto: Divulgação)

O antigo Cayman ganhou o prefixo 718 assim como o conversível Boxster. Mais do que isso, na nova geração, há também novidades debaixo da tampa traseira. A partir de agora, o cupê será empurrado por um motor de 4 cilindros contrapostos de 2 litros sobrealimentado. A potência varia entre 300 cv e 350 cv, e o câmbio é o já conhecido PDK, de dupla embreagem e 7 marchas. Leia mais

Panamera

Nova geração do Porsche Panamera (Foto: Divulgação)

O sedã da Porsche foi totalmente renovado em junho deste ano. A estreia no Brasil será no Salão do Automóvel. Além do desenho renovado, há novos motores — um V6 de 440 cv na versão S e um V8 de 550 cv na Turbo. Destaque também para a transmissão automatizada PDK de segunda geração, de 8 marchas. Em conectividade, há uma enorme central multimídia com tela de 12,3 polegadas. Leia mais

RAM

1500

ram 1500 (Foto: Andrew Burton/Getty Images/AFP)

Se você sempre quis ter uma picape da Ram, mas não tem habilitação para dirigir caminhões, seus problemas acabaram. A marca americana da FCA trará para o Salão do Automóvel a 1500, uma versão menor da grandalhona 2500. O modelo ainda é consideravelmente maior do que uma Toyota Hilux, por exemplo, mas pode ser guiado com a CNH do tipo B, para automóveis. As vendas começam apenas em 2017, na casa dos R$ 200 mil.

RENAULT

Kwid

Renault Kwid (Foto: Divulgação)

A Renault terá uma trinca de novidades para o Salão. A mais importante delas é também o menor dos modelos, o Kwid, que a Renault vai tentar vender como um mini SUV. O substituto do Clio chega com motor 1.0 de três cilindros e 75 cv. Terá airbags frontais (obrigatórios) e laterais de série em todas as versões. Concorrerá com Fiat Mobi e Volkswagen Up. Leia mais

Captur

Renault Captur (Foto: Divulgação)

Prometido há alguns anos, o Captur foi, enfim, confirmado para o Brasil. Caberá a ele ocupar o patamar acima do Duster, e concorrer diretamente com Honda HR-V e Jeep Renegade. Apesar de novidade, o Captur irá compartilhar plataforma com uma série de modelos, como o próprio Duster, além de Logan, Sandero e dos Nissan March, Versa e Kicks. Dos Nissan, inclusive, ele herda o motor 1.6 16V de 111 cv. A outra opção é o conhecido 2.0 da Renault, de 148 cv. Leia mais

Koleos

Renault Koleos (Foto: Divulgação)

O terceiro e maior SUV que a Renault planeja lançar no Brasil é o Koleos, que deve ocupar a mesma faixa de Hyundai ix35, Jeep Compass e Kia Sportage. O Koleos será vendido com motor 2.5 de 170 cv a gasolina, aliado a uma transmissão do tipo CVT. Leia mais

SUZUKI

S-Cross

Suzuki S-Cross reestilizado (Foto: Divulgação)

Rodando em testes pelo Brasil, o S-Cross é outro crossover que deve aparecer no estande da Suzuki no Salão de São Paulo. A informação foi confirmada por concessionárias da marca. As diferenças no visual são, em sua maioria, na dianteira. Há novos faróis e uma grade totalmente redesenhada, com 10 barras verticais, em vez das quatro horizontais. Na Europa, o novo S-Cross será oferecido com motores 1.0 e 1.4 turbo e 1.6 aspirado. Leia mais

Vitara

suzuki vitara (Foto: Divulgação)

O SUV será o grande destaque da Suzuki no Salão de São Paulo. Menor do que Grand Vitara e S-Cross, o novo Vitara chega para brigar, em porte, com Jeep Renegade, Honda HR-V e Ford EcoSport. A Suzuki irá apostar na variedade de versões. Serão dois motores – 1.6 de 120 cv e 1.4 turbo, de 140 cv, duas transmissões, manual ou automática e tração dianteira ou integral. Leia mais

TOYOTA

C-HR conceito

Toyota C-HR (Foto: Divulgação)

A Toyota não está presente no segmento de maior ebulição do Brasil, o de SUVs compactos. Mas não é por falta de produto. O C-HR já foi mostrado no exterior, mas o mais próximo que os brasileiros terão é uma versão conceitual do modelo. Ele servirá como termômetro, e pode definir a venda da versão final em um futuro nem tão próximo. Leia mais

VOLKSWAGEN

Amarok

Volkswagen Amarok vai abandonar o motor 2.0 a diesel na Europa (Foto: Divulgação)

Único modelo afetado pelo escândalo do diesel no Brasil, a Amarok teve o motor 2.0 turbodiesel substituído na Europa. A nova opção é um V6 de 3 litros, com diferentes níveis de potência entre 163 cv e 224 cv. A mudança veio acompanhada de um leve retoque no visual – com novos faróis. O interior ficou mais caprichado. Leia mais

Up

Volkswagen Up! passa pela primeira reestilização (Foto: Divulgação)

A concorrência pesada do Fiat Mobi e as recentes derrotas nas vendas mensais farão a Volkswagen se mexer. A resposta será imediata, com a primeira reestilização do Up. O subcompacto ganha novos para-choques dianteiro e traseiro, grade redesenhada e lanternas com novos grafismos. O bom conjunto mecânico será mantido, mas o carrinho deve ganhar mais equipamentos. Leia mais