Search
sexta-feira 23 junho 2017
  • :
  • :

Renault Terá Novos Motores Em Toda A Linha Nacional Até O Final Do Ano

Renault Sandero apresentado no Salão de Paris (Foto: Luciana de Oliveira / G1)

Sandero, Logan e Duster ganharam novidades no Salão de Paris. Mas no continente, eles não são vendidos pela Renault, mas sim pela Dacia. A marca romena é uma subsidiária do grupo francês.

 SALÃO DE PARIS 2016G1 mostra os destaques da mostra francesa

A notícia mais importante, porém, diz respeito ao Brasil. O G1 apurou que os três modelos, assim como a picape Oroch, receberão novos motores no mercado nacional até o final deste ano. Todos estarão no Salão de São Paulo, que começa em novembro.

Hatch e sedã trocarão o ultrapassado motor 1.0 de quatro cilindros e 16 válvulas por um novo, também de um litro, mas com três cilindros e 12 válvulas.

Este motor será base para o propulsor do subcompacto Kwid, conforme o G1 publicou em julho. A potência não foi revelada, mas sabe-se que no Kwid, ele irá desenvolver 75 cavalos.

O motor 1.6 de 8 válvulas e 106 cv também será aposentado. Atualmente, ele equipa Sandero, Logan, Duster e Oroch. O substituto será o 1.6 de 16 válvulas e 111 cv já presente nos Nissan March e Versa.

Renault Logan apresentado no Salão de Paris (Foto: Luciana de Oliveira / G1)

Diferente de ParisAs mudanças farão com que Logan e Sandero brasileiros fiquem bem diferentes de seus “irmãos” europeus. A Dacia também lançou um novo 1.0 de três cilindros, mas o motor não é o mesmo que será usado no Brasil. 

A dupla também passou por uma reestilização, que inclui nova dianteira, com para-choque redesenhado, faróis com nova disposição das luzes e principalmente uma grade que confere visual com mais requinte. Na traseira, a dupla ganhou novas lanternas. A peça possui uma espécie de divisão de quatro quadrados, e agora é iluminada com lâmpadas de LED.

O interior teve poucas mudanças, sendo que a principal é um novo volante, com quatro raios. O modelo europeu ainda incorporou uma mudança que o brasileiro já tinha, que são os comandos dos vidros elétricos nas portas. Em termos de tecnologia, há assistente de partida em rampas.

Porém, estas mudanças não chegam tão cedo ao Brasil.

Renault Sandero apresentado no Salão de Paris (Foto: Luciana de Oliveira / G1)

Duster automatizadoO Duster não passou pelas mudanças visuais de Logan e Sandero, mas ganhou uma novidade mecânica, a adoção de uma nova transmissão automatizada de dupla embreagem e seis marchas.

De acordo com a montadora, é a primeira vez que um Dacia leva esta opção de transmissão. No Brasil, o Duster é equipado com um câmbio automático de quatro marchas, que não deve ser substituída pela nova opção de câmbio.

Renault Duster Dakar (Foto: Divulgação)