Search
sexta-feira 21 julho 2017
  • :
  • :

Promotoria Retira Acusação Contra Herdeiro Da Fiat Nos Eua

Lapo Elkann, neto do fundador da Fiat, em festa após o Oscar, em 2010 (Foto: Danny Moloshok/Reuters)

Promotores retiraram a acusação contra um dos herdeiros da fabricante italiana de automóveis Fiat, Lapo Elkann, de forjar seu sequestro para financiar um fim de semana de excessos.

Elkann, de 39 anos, neto do lendário fundador da Fiat, Gianni Agnelli, chegou a ser detido no fim de novembro passado. Segundo reportou a imprensa americana, ele tentou fazer sua família acreditar que era vítima de um sequestro para conseguir dinheiro.

saiba mais

A promotoria não explicou por que as acusações foram retiradas.

O advogado de defesa, Randy Zelin, confirmou que não seria aberto nenhum processo, acrescentando que, após minuciosa e exaustiva investigação, concluiu-se que seu cliente não tinha praticado nenhum crime.

Em comunicado, Elkann afirmou que foi feita justiça. “A decisão reforça a fé que sempre tive na Justiça americana”, escreveu.

O herdeiro disse ainda que passou por um período difícil, mas conseguiu refletir a respeito de tudo e sobre o futuro. “Estou determinado a continuar trabalhando nisso.”

Irmão de John Elkann, presidente da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) desde 2008, Elkann ocupa com frequência as páginas dos jornais e das revistas de famosos.  Em 2005, ele foi encontrado inconsciente por uma overdose no apartamento de um travesti em Turim.

Por intermédio do consórcio Exor, a família Agnelli possui 29,1% do capital da FCA e controla 44,2% dos direitos de voto. Depois de ter ocupado brevemente um cargo no Departamento de Marketing da Fiat, Elkann participou de vários projetos. Ajudou a criar, por exemplo, a marca de óculos de sol Italia Independent.

Lapo Elkann, neto de fundador da Fiat (Foto: Giuseppe Cacace / AFP)