Search
sexta-feira 23 junho 2017
  • :
  • :

Montadoras Repercutem Eleição De Trump No Salão De São Paulo

CEO da Toyota para Am. Latina, Steve St Angelo, no Salão de SP (Foto: G1)

A eleição de Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos também repercutiu no Salão do Automável de São Paulo nesta quarta-feira (9), onde cerca de 30 marcas globais exibem seus carros. Na maioria delas, os executivos são estrangeiros.

Para o americano Steve St. Angelo, presidente-executivo da Toyota para América Latina e Caribe, foi otimista. “Estamos contentes que acabou. Hoje é o primeiro dia dos Estados Unidos indo para frente”, afirmou ao G1.

 Salão de SP 2016Feira vai de 10 a 20 de novembro

O executivo interpretou o lema de Trump como sinal de união de todo o continente americano.

“Quando Donald Trump diz  ‘vamos fazer a América grande’, ele não diz América de Norte, diz América, então, por que não pode ser América do Norte, América Central e América do Sul? Vamos nos juntar, trabalhar como uma só família, um só time, e fazer uma sociedade muito melhor. acho que pode ser assim.

Jaycie Dane, gerente da Lexus, marca de luxo da Toyota, para América Latina e Caribe, foi mais ponderada.

“Ele (Trump) não é um político. Não sabemos como é a política dele, mas continuamos otimistas de que mudanças positivas serão feitas para o futuro e para unir o país”, disse.

Matthias Brück, presidente da Porsche no Brasil (Foto: André Paixão/G1)

O alemão Matthias Brück, diretor-presidente da Porsche do Brasil, destacou o caráter democrático da eleição. “Todos temos que aceitá-lo. Esperamos que o governo americano, como tem feito em todas as trocas de presidentes anteriores, encontrará o caminho para adotar uma política econômica e de relações exteriores factível e sustentável. Acreditamos que, no fim das contas, teremos um ambiente estável.”