Search
sexta-feira 23 junho 2017
  • :
  • :

Homem Se Veste De ‘radar’ E Fotografa Carros Em Via Sem Fiscalização, No Am

Os sucessivos acidentes com mortes envolvendo ciclistas e o próprio medo que os donos das bikes têm de enfrentar o trânsito manauara foram os motes para uma cena curiosa em uma das vias mais movimentadas da capital, na última semana.

Os motoristas que passavam com aceleração acima do normal na Avenida Efigênio Sales, na Zona Centro-Sul da capital, não foram ‘recepcionados’ por multas, e sim por um radar vivo, que disparava flashes.

Quem estava dentro da fantasia era um dos coordenadores do Pedala Manaus, Paulo Aguiar. Ações de conscientização envolvendo motoristas e ciclistas são comuns para o ‘Pedala’, criado com o intuito de unir os amantes das “magrelas”. “Quisemos chamar atenção para o excesso de velocidade nas nossas vias. Estamos há quase um ano sem fiscalização e vemos todo mundo excedendo”, pontuou.

Paulo Aguiar se vestiu de radar para ação (Foto: Marileia Seixas/Pedala Manaus)

O “disfarce” de radar humano fez com que Paulo avaliasse que um controle mais rigoroso poderia ser eficiente na diminuição dos índices de mortes no trânsito, sobretudo envolvendo ciclistas. “Tudo bem, era só um trecho e talvez o cara tenha aumentado a velocidade logo após passar pela gente. Mas isso prova que o motorista teme ser multado. Quando dói no bolso, ele passa a sintetizar mais as leis”, sintetizou, afirmando ainda que a escolha pela Avenida Efigênio Sales se deu pelo alto número de acidentes na via.

Ele frisa, no entanto, que não foram anotadas as placas dos veículos em alta velocidade e que essa ação não teve cunho fiscalizatório. “Os motoristas reduziam a velocidade quando percebiam o flash. A gente não estava fotografando, não mandamos placa de ninguém para os órgãos. Nós usávamos um flash, que era acionado a cada vez que um carro passava em velocidade muito alta e, quando nos via, diminuía”, acrescentou.

Ação foi realizada na Avenida Efigênio Sales (Foto: Marileia Seixas/Pedala Manaus)

Ações anterioresEssa não é a primeira vez que o grupo realiza uma ação para conscientizar os motoristas e até mesmo protestar a morte de ciclistas em Manaus. Segundo Aguiar, os últimos anos registraram 14 acidentes fatais envolvendo bikes na capital. Um dos atos mais constantes é o das ‘ghost bikes’ (bicicletas fantasma, em tradução livre).

A ação consiste em colocar uma bicicleta, de cor branca, no local do acidente, como forma de chamar atenção de condutores e pedestres sobre a segurança no trânsito, além de lembrar a população sobre o ocorrido.

Fiscalização suspensaEm 2015, 36 radares de fiscalização de trânsito das avenidas de Manaus foram retirados das ruas de Manaus devido à quebra de contrato com a empresa responsável pelo serviço na capital, de acordo com informações repassadas pelo Instituto Municipal de Fiscalização e Engenharia de Trânsito (Manaustrans).No segundo semestre de 2015, foi suspenso o processo licitatório para contratação de empresa que iria prestar serviço de monitoramento e fiscalização do trânsito em Manaus. Não há previsão para o retorno dos radares às ruas da capital.

saiba mais