Search
quinta-feira 27 julho 2017
  • :
  • :

Gm Anuncia Investimento De Us$ 1 Bilhão Nos Estados Unidos

Cruze é alvo da polêmica entre GM e Trump (Foto: Rebecca Cook/Reuters)

A GM disse nesta terça-feira (17) que vai investir US$ 1 bilhão nos Estados Unidos.

saiba mais

O anúncio ocorre depois das críticas que o presidente americano eleito Donald Trump fez a montadora e ameaças de taxar veículos vindos do México.

No início do ano, Trump acusou a GM de vender o Cruze feito no México nos Estados Unidos, em resposta a montadora disse que apenas “algumas unidades” vinham do México.

O novo investimento é um adicional aos US$ 2,9 bilhões que a empresa divulgou no ano passado. De acordo com a montadora, o dinheiro será utilizado nas fábricas da empresa nos Estados Unidos e parte da produção será transferida do México.

Trump postou ameaça à GM por importar o Cruze do México (Foto: Reprodução/Twitter)

A medida permitirá a empresa manter ou criar 1.500 empregos nos Estados Unidos, segundo a agência AP.

Além da GM, Ford, Toyota e BMW já foram alvos de críticas do futuro presidente dos Estados Unidos, que assume o posto no dia 20.

Apesar das críticas feitas à GM no Twitter, Trump escolheu a presidente-executiva da montadora, Marry Barra, para fazer parte de um grupo de executivos que discutirão medidas para a criação de empregos no país.

O fundador da Tesla, Elon Musk, notório apoiador de Hillary Clinton na campanha eleitoral, também está na lista.

Presidente eleito Donald Trump se reúne com consultores do futuro governo, entre eles Elon Musk (na ponta, à dir), da Tesla (Foto: Shannon Stapleton/Reuters)

AmeaçasApesar das ameaças, Trump ainda não anunciou nenhuma medida relacionada a acordos comerciais.

Ao G1, executivos de montadoras que participaram do Salão de Detroit disseram que vão esperar para saber qual será a postura do novo governo, mas já falam em adaptação.

A Ford, no entanto, anunciou que desistiu de abrir uma nova fábrica no México, para investir nos EUA. A Fiat Chrysler também destacou investimentos na indústria americana nos últimos dias.