Search
sexta-feira 23 junho 2017
  • :
  • :

Fiat Exibe 124 Spider, Mas Lojas Só Terão Novidades Para Mobi E Toro

A Fiat instiga o desejo do brasileiro com o 124 Spider no Salão de São Paulo 2016, mas o conversível icônico que ressurgiu depois de 50 anos da primeira geração dificilmente aparecerá nas concessionárias nacionais.

No lugar dele, os brasileiros poderão escolher novas versões do Mobi, com motor 3 cilindros, e da picape Toro, com um 2.4 flex, que também estreiam aos olhos do consumidor no evento, aberto ao público de 10 a 20 de novembro.

 Salão de SP 2016Feira vai de 10 a 20 de novembro

124 SpiderA nova geração do roadster para 2 pessoas foi lançada no final de 2015 e recebeu elogios da crítica especializada, por ter características similares ao Mazda MX-5 – os 2 modelos compartilham agora a mesma plataforma, após parceria entre as fabricantes.

Com desenho retrô, o 124 Spider combina nostalgia e a conectividade da era digital, com tela sensível ao toque de 7 polegadas, controles de voz, câmera e sistema de navegação em 3D.

O motor é o mesmo 1.4 turbo que equipa o 500 Abarth, mas calibrado para desenvolver 160 cavalos de potência, com câmbio manual de 6 velocidades. Outra diferença é a tração na traseira.

O conversível 124 Spider é a presentado no estande da Fiat no Salão do Automóvel de São Paulo 2016 (Foto: Alan Morici/G1)

O 124 Spider nasceu pelas mãos da Pininfarina em 1966. As vendas terminaram na Europa em 1975, mas seguiram nos Estados Unidos, com o nome Spider 2000. Nos anos 1980, Pininfarina e Fiat fabricaram versões diferentes do roadster. A produção terminou em 1985.

Mobi 3 cilindrosUma das maiores críticas ao compacto lançado em abril foi com relação ao conjunto mecânico defasado frente a concorrentes. A correção vem poucos meses depois, com o propulsor 1.0 de 3 cilindros, que apareceu primeiro no Uno em setembro.

O motor pertence à nova família FireFly, que vai aos poucos aposentar a linha Fire, em nome da economia de combustível. No entanto, ele só aparece, por enquanto, na versão Drive, gerando 77 cv com etanol – pouco a mais que os 75 cv do 4 cilindros.

 + DE AUTOESPORTESiga o programa nas redes sociais

O Mobi Drive vem com uma lista de equipamentos de série razoável, que inclui função city (deixa a direção elétrica mais leve por meio de botão no painel), ar-condicionado, trio elétrico, chave canivete e pneus “superverdes”. O som ainda será opcional quando começar a ser vendido, no fim deste mês.

Toro 2.4 flexA picape mais vendida do Brasil em outubro teve mais uma motorização confirmada na última semana. Além do mediano 1.8 e do bom 2.0 turbodiesel, a Toro passa a contar com um 2.4 flex, de 186 cv (etanol) e 174 cv (gasolina), da família TigerShark, já usado em outros modelos nos EUA.

Ele aparece apenas na configuração Freedom, com câmbio automático de 9 velocidades, sistema start & stop e aquecimento do combustível na partida, que dispensa o “tanquinho” de gasolina em carros bicombustível. O preço é o mesmo da versão 2.0 diesel: R$ 98.730.

Na comparação com a versão Freedom 1.8, que continua na linha a partir de R$ 82.930, a 2.4 ganha equipamentos como capota marítima, retrovisores com rebatimento elétrico, luz de caçamba, sensor de pressão nos pneus e rodas de 16 polegadas.

Fiat apresenta o Mobi no Salão do Automóvel de São Paulo 2016 (Foto: Alan Morici/G1)Fiat Toro é apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo 2016 (Foto: Alan Morici/G1)