Search
quarta-feira 24 maio 2017
  • :
  • :

Conceitos Mostrados No Salão Devem Ganhar As Ruas Em Pouco Tempo

Conceitos possíveis do Salão de São Paulo (Foto: André Paixão/G1)

Normalmente, carros conceito exibem tecnologias que projetam o futuro das marcas e linhas extravagantes, distantes das que dão forma ao produto final.

Mas o Salão de São Paulo traz uma série de protótipos com pretensões bem mais discretas, que, com pequenas alterações e um nome caprichado, podem ir direto para as concessionárias para serem vendidos.

saiba mais

Apesar de serem chamados de conceito, os modelos listados abaixo pelo G1 têm como base carros já vendidos, com algumas adaptações – o nível das mudanças muda de acordo com o fabricante.

A ausência de grandes conceitos inéditos no salão pode ser explicada por dois motivos principais: falta de grandes investimentos em protótipos rebuscados e o momento que vive nossa indústria e mercado, com quedas expressivas em produção e vendas.

Veja abaixo os conceitos “pé no chão”:

Renault Sandero RS Grand Prix

Renault Sandero RS Grand Prix Concept (Foto: André Paixão/G1) Salão de SP 2016Feira vai de 10 a 20 de novembro

A Renault, por exemplo, adotou a estratégia do “menos é mais” com o Sandero RS Grand Prix Concept, baseado na versão esportiva do hatch compacto.

As intervenções foram pontuais, e incluem detalhes em dourado nos para-choques, saias laterais, retrovisores e o número 12 nas portas traseiras e na tampa do porta-malas.

O interior tem bancos de couro também com detalhes em dourado. Tudo para lembrar a Lotus com que Ayrton Senna ganhou pela primeira vez uma corrida na Fórmula 1.

“Fizemos esse modelo pensando no emocional. As linhas douradas remetem à Lotus e ao mesmo tempo conferem sofisticação. No interior, a mesma coisa acontece com as costuras dos bancos de couro”, afirmou Bruno Hohmann, diretor de marketing da Renault.

Bancos do Sandero RS Grand Prix tem detalhes em dourado (Foto: André Paixão/G1)

Se depender do público do primeiro dia do Salão do Automóvel, o Sandero RS Grand Prix pode se tornar realidade logo. O carro é um dos mais procurados no estande da Renault.

“Não é complicado transformar esse conceito em uma série especial com número limitado de unidades. A questão principal é realizar os testes com a engenharia, como a durabilidade dos bancos de couro e dos adesivos externos”.

Questionado sobre prazos e preços, o executivo se mostrou empolgado. “[Se decidido que o carro será vendido] o prazo de desenvolvimento é de um ano, e o custo adicional deve ser na casa dos R$ 3 mil”, completou.

Nissan March Special Edition

Nissan March Special Edition (Foto: André Paixão/G1)

A Nissan preparou um March chamado de Special Edition. Ele tem para-choque frontal com uma generosa tomada de ar. Completam o visual a pintura em dois tons – vermelho e preto e o aerofólio traseiro.

“O modelo é um trabalho conjunto do marketing, com o desenvolvimento de produto e o design. Olhamos as aspirações do mercado e as tendências para criar o conceito”, disse Cristiane Sanches, gerente de marketing e produto da Nissan.

Nissan March Special Edition (Foto: André Paixão/G1)

O March Special Edition levou cerca de 5 meses para ser criado, e pode se tornar realidade em uma nova versão, com a esportividade restrita ao visual. Mesmo que o motor 1.6 de 111 cv proporcione uma condução acertada, a transmissão CVT que privilegia o conforto joga contra a proposta. 

Sobre a chegada desta versão, Cristiane foi otimista. “No último salão, mostramos um conceito de versões com apelo olímpico, que acabou dando origem a linha Rio. Quem sabe o mesmo não pode acontecer”, disse.

Volkswagen Gol GT

Volkswagen GT Concept (Foto: André Paixão/G1)

Com o conceito Gol GT, a Volkswagen quer que o público relembre a versão clássica dos anos 80 do compacto que liderou o mercado por quase três décadas. O chefe de design da Volks para a América do Sul, José Carlos Pavone, liderou a equipe de criação e disse que “tinha o sonho de criar um conceito baseado no Gol GT original”.

Ele traz para-choque com visual esportivo e uma assinatura com lâmpadas em LED, interior com bancos do tipo concha e saídas de ar com formato exclusivo e contornos cromados. Na traseira, há um enorme adesivo com a inscrição GT no vidro e a tampa do porta-malas tem uma faixa preta.

Chevrolet Montana ActivX (Foto: André Paixão/G1) + DE AUTOESPORTESiga o programa nas redes sociais

Chevrolet Montana ActiveX e Cobalt MidnightA GM mostrou, de uma só vez, três conceitos em seu estande, Montana ActivX, Cobalt Midnight e S10 Trailboss.

Com a racionalidade de cada um deles, não é difícil imaginar que eles se tornem séries especiais ou novas versões em um futuro próximo.

“Em breve teremos novidades”, antecipou o gerente de produto, Rogério Sasaki, sem, no entanto, dizer qual dos três conceitos chega primeiro, ou quando serão lançados.

A Montana ActivX deve perder a letra no final do sobrenome, mas manter os apliques plásticos e os detalhes em outra cor, diferente da carroceria.

“O público tem mostrado boa recepção com este modelo”, disse.

Chevrolet Cobalt Midnighr (Foto: André Paixão/G1)

Já o Cobalt Midnight adora o estilo “pretinho básico”. A tradicional gravata dourada foi substituída por um exemplar preto. Rodas, faróis e lanternas também ganharam o tom escuro.

Hyundai HB20 d-spec

Hyundai HB20 d-spec e r-spec (Foto: André Paixão / G1 e Divulgação)

Este deve ser o sucessor do HB20 r-spec, versão “esportivada” do compacto. Aliás, colocados lado a lado, é praticamente impossível encontrar diferenças. Além da pintura fosca em dourado, apenas o logotipo da Hyundai e do nome do carro são diferentes – em preto. Fora isso, para-choques, grade e acabamento são idênticos.