Search
quinta-feira 22 junho 2017
  • :
  • :

Caminhão Carregado De Airbags Da Takata Explode E Mata 1 Nos Eua

Acidente com caminhão da Takata ocorreu no Texas, perto da fronteira com o México (Foto: Ruben Carrillo Mazuka/The Eagle Pass News Gram via AP)

Responsável pelo maior recall de veículos da história, a fabricante de airbags Takata enfrenta um novo problema depois que um caminhão, que transportava seus insufladores e químicos, explodiu na última semana no Texas (EUA).

 + DE AUTOESPORTESiga o programa nas redes sociais

Uma mulher morreu e 4 pessoas ficaram feridas, segundo as agências de notícias Reuters e Associated Press. O acidente ocorreu em 22 de agosto e foi confirmado pela empresa no último domingo.

A vítima fatal foi Lucila Robles, de 67 anos. Ela estava desaparecida, mas foi identificada dois dias depois do acidente, por meio de uma arcada dentária encontrada no local da explosão. A casa dela pegou fogo e ficou completamente destruída.

O departamento de segurança pública do Texas afirmou que o motorista do caminhão não conseguiu fazer uma curva na rodovia e bateu, segundo um relatório preliminar. O motorista e um passageiro conseguiram sair do veículo antes do fogo e se salvaram.

A força da explosão danificou janelas e portas de pelo menos 10 casas nas proximidades, e pedaços do caminhão foram encontrados em um raio de 1,6 quilômetro do local do acidente.

Takata diz que está ajudando na investigação (Foto: Ruben Carrillo Mazuka/The Eagle Pass News Gram via AP) RISCO EM AIRBAGMaior recall da história

Maior recallA Takata já é investigada por 11 mortes confirmadas por causa de seus “airbags mortais”, que podem lançar fragmentos de metal contra os passageiros em caso de colisão. O número vítimas fatais pode chegar a 14.

A abertura de um airbag é uma pequena explosão controlada para inflar a bolsa e proteger os passageiros de impactos.

No caso da Takata, um dos químicos usados pode provocar uma explosão mais forte, quando exposto a calor e umidade por longos períodos.

A fabricante está ajudando nas investigações e afirmou que o caminhão acidentado carregava este químico, além de insufladores de outro tipo.

A empresa possui uma armazém em Eagle Pass, no texas, e uma fábrica atravessando a fronteira com o México, em Monclova, onde foram feitos milhões de airbags defeituosos.

Mais de 100 milhões de veículos já foram chamados para recall por causa do problema, inclusive no Brasil (veja lista). Os recalls começaram em 2013, mas alguns foram ampliados em 2014 e em 2015. Não há prazo para comparecer: a qualquer tempo a montadora é obrigada a verificar e sanar eventual defeito apontado em recall.