Search
domingo 23 julho 2017
  • :
  • :

Apple Confirma Interesse Em Tecnologia De Carros Autônomos

Diretor da Apple comenta regras para testes de carros autônomos (Foto: REUTERS/David Gray)

Após muita especulação sobre um possível projeto de carro autônomo, a Apple confirmou seu interesse na tecnologia, em carta ao órgão governamental de transportes dos Estados Unidos (NHTSA). No entanto, não é o que muitos esperavam.

 VEÍCULO AUTÔNOMOVeja os que dispensam motorista

Steve Kenner, diretor de produtos da Apple, fez comentários sobre as novas diretrizes para testes com veículos que andam sozinhos, mas não há nenhuma afirmação de que a empresa trabalha no projeto de um automóvel, como o Google, mas sim no software que “pilotará” essas unidades.

O documento de 5 páginas foi enviado em 22 de novembro e pede para que não sejam aplicadas muitas regras que dificultem os testes e o desenvolvimento de sistemas autônomos, principalmente para dar abertura a novos participantes.

“A empresa investe pesado no estudo aprendizado de máquinas (machine learning) e automação, e está entusiasmada com o potencial dos sistemas autônomos em diversas áreas, inclusive nos transportes”, afirma a carta.

Em concordância com as ideias da NHTSA, a gigante de tecnologia sugere que as empresas compartilhem dados de colisões e acidentes, e diz que está pronta para discutir com rivais o que deve ser de conhecimento comum, sem deixar de lado a privacidade de usuários.

Kenner também manda um recado para as grandes fabricantes de veículos. “Montadoras já estabelecidas e novos participantes devem ser tratados de forma igual”, diz a carta.

Nova estratégiaEm outubro, jornais norte-americanos divulgaram que a Apple teria cortado parte da equipe do Projeto Titan, como seria chamado internamente. As demissões sinalizariam uma mudança na estratégia, que seria focada agora no desenvolvimento de software, não no produto.

A empresa mantém segredo e nunca confirmou planos de um veículo próprio, mas é considerada por especialistas como uma das principais participantes da “corrida” pela tecnologia.

Briga de gigantesO Google tem sido líder em testes de veículos sem motorista em vias públicas, levando as montadoras tradicionais a investir pesado para evitarem serem superados. A empresa não divulgou qual será sua estratégia de negócios ainda, mas prometeu que tais carros estariam prontos para produção em 2020.

Também novata na indústria automotiva, a Tesla é outra fabricante que lidera o uso da tecnologia. Em junho deste ano, a empresa enfrentou polêmica após a 1ª morte registrada com um de seus veículos no modo autônomo.

A Ford pretende começar a vender carros autônomos com “preços acessíveis” para o público em geral a partir de 2025. O Uber já começou a testar a tecnologia nos Estados Unidos, para reduzir um dos seus maiores gastos: o motorista.

Carro autônomo do Google dirige pelas ruas da Califórnia (EUA). (Foto: Divulgação/Google)