Search
quinta-feira 22 junho 2017
  • :
  • :

Alemanha Sabia Desde 2010 Que Montadoras Manipulavam Emissões

O governo da Alemanha estava ciente, pelo menos desde 2010, que a Volkswagen e outras montadoras do país estavam manipulando as emissões de seus carros a diesel, informou neste sábado (27) a imprensa local.

 ESCÂNDALO NA VW Volkswagen é acusada de fraudar testes

O jornal “Süddeutsche Zeitung” e as emissoras regionais públicas “NDR” e “WDR” divulgaram as principais conclusões dos depoimentos de vários especialistas que foram ouvidos pela comissão de investigação criada pelo Bundestag (a Câmara Baixa da Alemanha) sobre o caso.

Esses técnicos apontam, por exemplo, uma advertência do Clube Automobilístico da Alemanha (Adac, na sigla em alemão) enviada por escrito em 2010 ao Ministério do Meio Ambiente. No documento, a entidade afirma que as montadoras estavam usando um subterfúgio para que os veículos cumprissem com os níveis de emissões nos testes de laboratório, mas não nas ruas do país.

O relatório já citava a existência de um sistema que desligava o sistema de limpeza de emissões em determinadas condições, teoricamente para não danificar o motor dos veículos, mas que as fabricantes empregavam de outra forma para “fins espúrios”.

Os especialistas ouvidos pelo Bundestag indicaram outro estudo de 2010 que alertava que os motores dos veículos a diesel eram projetados para cumprir com os limites legais só nos testes. Nas ruas, as emissões de gases poluentes se multiplicavam.

“Estão aproveitando as debilidades dos testes. Isso afeta essencialmente os veículos a diesel de todos os fabricantes”, dizia o texto do estudo.

Vários especialistas citados também acreditam que era “evidente” que o governo sabia há anos o que estava ocorrendo na indústria automobilística do país.

Por causa do escândalo da Volkswagen, que instalou em milhões de veículos um sistema que burlava os testes para que os veículos cumprissem os limites estabelecidos, o governo da Alemanha verificou as emissões produzidas por cerca de 50 modelos.

Neste segundo teste foi comprovado outro tipo de manipulação: que muitos veículos de diferentes fabricantes usavam o desligamento do sistema de limpeza dos gases poluentes para melhorar seus níveis de emissão e não para evitar danos ao motor.